terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Amar-me não é tão difícil.

Amar-me não é tão difícil
Basta apenas saber
Que não sou tão complicada
Nem perfeitinha, se vê
Sou menina mulher somente
Para dar-te amor e prazer

Amar-me não é tão difícil
Basta apenas Sonhar
Com um mundo só pra gente
O céu, a terra, o sol, o mar.
Dos nossos inocentes beijos
Com muito amor no luar

Amar-me não é tão difícil
Apenas te quero, verdade
Tu és lindo meu muso
Digo isso com sinceridade
Completa de meu coração
És minha toda felicidade

Amar-me não é tão difícil
Pode até ser divertido
Pois pela nossa condição
Se torna amor proibido
Mas ficamos na adrenalina
Do romance bem escondido.

Amar-me não é tão difícil
Nem é tão complexado
Renda-se aos encantos
Deste coração apaixonado
pergunto, meu homem menino
Queres ser meu namorado?

Dedicado ao meu muso

3 comentários:

amaral-1979@hotmail.com disse...

Blea poesia!!! Gostaria de saber quem é seu muso??? Abraçosss

Carlinhos Silva disse...

Muito bonita sua poesia,
o que parece que você esta muito apaixonada hem ^^,
linda poesia.

http://carlinhosilva.blogspot.com/

Checon disse...

Amar uma musa não é difícil, pois a contemplação entorpecida pela beleza que, por vezes, somente o amante vê, conspira com a paixão. O difícil é amar o que não se vê, mas se sente no avesso do próprio íntimo. Observá-la pelo próprio espelho, nos jeitos e trejeitos, na angústia e euforia, pelo passado e pelo presente, com a miopia da indiferença ou o calor do desejo, na distância do toque, ao sentir o hálito, a umidade dos lábios, é o que dará certeza de que amar não é difícil. Amar é parte indissolúvel da existência.